-->
Atenção: os comentários queridos de vocês serão retribuídos frequentemente nas sextas-feiras (não estranhem a "demora"). Obrigada por comentarem e pela compreensão.

3 de mai de 2011

Viciado na Internet? Descubra!


vicio
  1. Você passa mais tempo do que pensa que deveria navegando na internet?
  2. Você sente que tem problemas em limitar o tempo que passa na net?
  3. Seus amigos ou familiares já reclamaram sobre o tempo que você passa no computador?
  4. Você acha difícil ficar longe da internet por vários dias seguidos?
  5. Existem áreas da internet ou tipos de arquivos que você acha difícil de resistir?
  6. Você tem problemas em controlar seus impulsos de adquirir itens, produtos ou serviços na internet?
  7. Você já tentou, sem sucesso, encurtar o tempo que passa na internet?
  8. A maior parte do seu prazer e satisfação na vida vem da internet?
  9. Seus relacionamentos pessoais ou de trabalho já foram prejudicados pelo tempo que você passa na internet?
RESULTADO:
Se você tem de 0 a 3 respostas “sim”
Não é viciado. Parabéns, você provavelmente tem muito pouca tendência em se tornar um viciado na internet.
Se você marcou entre 4 e 6 respostas “sim”
Cuidado!Se marcou quatro respostas sim, pode ou não ter tendência a se tornar um viciado. Se marcou 5 ou 6 respostas, a probabilidade de desenvolver esse problema é maior.
Se você marcou de 7 a 9 respostas “sim”
Aleeeerta!! Viciado (ou quase-viciado) na área!! Você já pode ser uma pessoa viciada na internet.
Agora, e se estiver viciado, o que faço? Planeje-se, modifique seu contato com o computador (diminua-o e organize-o, exemplo: passar horas específicas de uso por dia), vá se afastando aos poucos, esforce-se para achar novos divertimentos, procure substituir o PC por outra coisa que goste, pedir a ajuda dos pais (sem medo nem vergonha), encher-se de atividades com outras pessoas e/ou fora de casa, parar de usar serviços específicos (exemplo: Orkut), colar lembretes pela casa de sair da Internet, criar uma lista de tarefas cotidianas e cumpri-la e procurar ajuda médica. Afinal, ninguém merece ficar viciado em PC e se dar mal na escola, ficar menos sociável e com outros comportamentos devido à Internet, certo? (Confira em: Cuidado com o emburrecimento...).
Nós jovens, somos os mais vulneráveis e suscetíveis a tal problema: por falta de lazer, por necessidade de descobrir nossa própria identidade. Assim, todo cuidado é pouco! Ainda mais dependendo do que acessamos...
Aliás, existe tratamento específico contra o vício, causado pelo prazer de obter informações, divertimentos e outras "delícias" online facilmente (nosso cérebro é preguiçoso, quanto mais fácil, prático e rápido melhor. Haverá o desejo pela continuidade daquilo que gera prazer, seja isso bom ou ruim). É aí que mora o problema..., então: se treinarmos nosso cérebro a raciocinar mais, desafiando-o a realizar tarefas difíceis, vamos aumentar a capacidade do intelecto. É DIFÍCIL, mas melhor do que o "emburrecimento", não é?


#Diquinha do dia! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1- Comente sobre o post
2- Não ofenda;
3- Seu comentário será retribuído quando possível.
4- Leia a FAQ e tire suas dúvidas.
5- O Li não recebe mais tags e selinhos.
6- Dê a sua opinião. Ela é muito importante!

Obrigada por comentar. Seja muito bem-vindo e volte sempre ao Loucos Informados!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...