-->
Atenção: os comentários queridos de vocês serão retribuídos frequentemente nas sextas-feiras (não estranhem a "demora"). Obrigada por comentarem e pela compreensão.

10 de abr de 2011

Adolescentes assassinados a tiros no Rio

Não poderia me passar por indiferente em relação ao acontecimento caótico na escola do RJ em Realengo. Muito menos deveria. (Mesmo que já se passaram alguns dias após o ocorrido [em 7 de abril, quinta-feira]).
Não venho, porém, trazer informações ou detalhes sobre o fato - na íntegra - porque, obviamente, a TV e as mídias em geral já cuidaram bem dessa parte. Pessoas informadas e atualizadas como nós, já vimos várias notícias sobre, então não quero repetir. 
Portanto, venho apenas compartilhar com vocês leitores, a minha opinião, a minha comoção e a minha indignação tão grande -como estudante de 13 anos - sobre o assunto, que explodiu num baque e chocou o Brasil inteiro.
Sabem, eu fico pensando: "Até onde pode ir uma doença mental? Mesmo que crônica? - Uma loucura, uma paranóia, uma esquizofrenia... - Ou, que dirá uma perversidade, um sentimento assassino e cruel - seja raiva, ódio, vingança, até causados por traumas e medos - num ser humano?". Meu Deus. Esse mundo me assusta cada dia mais.
"Os seres humanos me assombram" - como diz a Morte, em "A menina que roubava livros" - Markus Zusak, na página 478. As pessoas me amedrontam com atitudes que, sinceramente, superam a minha expectativa, negativamente. Infelizmente. Falta de amor, falta de sabedoria, compaixão, solidariedade, generosidade, humildade, amizade, honestidade, companheirismo, confiança, pureza, estrutura familiar... falta de felicidade. Falta de humanismo e coração. Falta de consciência, compreensão, paciência. Muito individualismo, egoísmo, orgulho, egocentrismo, Bullying, negatividade, violência,...Tudo de ruim que se possa imaginar, mas que não deveria vir de seres racionais.
Ok. O Wellington tinha problemas psicológicos (lê-se psicopatia aguda), não tinha uma família acolhedora e estruturada, sofreu bullying, rejeição, era "fundamentalista islâmico", ou seja, tinha uma ideologia religiosa diferente - respeitemos - , passava muito tempo no computador, não saía de casa e estava só... Ele tinha problemas. E quem não tem?
Foi tudo premeditado, ele tinha consciência desse ato horrível e desumano. Será que não havia uma forma melhor de resolver seus problemas? Precisava de tanta crueldade? Tanta brutalidade, descontando seus sofrimentos em adolescentes que não tinham nada a ver com sua vida? Quanto egoísmo. Quanta barbaridade.
Indignação. Inconformismo. É isso que eu sinto e, aposto que você também.
Tantos adolescentes. Como eu, como você (ou, no caso de você ser adulto, como seu filho-a, sobrinho ou conhecido). Enfim, pequenos cidadãos do mundo, com muito a viver, com muito a aprender. Simplesmente estudando. Ora "estudando" mesmo, ora conversando, apenas marcando presença de corpo na sala de aula, pensando em asneiras... O que fosse; eles não deixam de ser adolescentes, aparentemente fazendo a coisa certa ao estar na escola, inocentes. Numa escola. Não estavam na rua baguçando, se drogando, brigando, etc.
Ênfase: não tinham nada a ver com a dor alheia. E, com certeza não mereciam a morte - tão trágica - nem sequer algum ferimento.
Um apelo ao mundo, aos pais: por favor, amem seus filhos, construam uma família de verdade, eduquem, construam um caráter de bom cidadão, cultivem o amor, a paz. Isso é retrato da vergonha da rejeição, amargura, exaltação dos psicopatas americanos e outros terroristas mundo a fora, do desrespeito na vida escolar, na vida social.
E tem também o fato de que tanto falaram desses assassinos que agora criaram o seu próprio, agora é só dar toda a "importância" a esse "problemático", que logo, logo aparecerão outros, afinal o que não falta nesse mundo é quem goste de aparecer a qualquer custo.
O que Wellington fez foi Terrorismo doentio. Hipocrisia. Um absurdo violento e sem sentido, confuso. Embora um cara desses PRECISA de ajuda, se torna um ser desprezível. Lastimável. Deprimente. Sinto muito pelos que perderam suas vidas, pelos que estão hospitalizados e claro, por suas famílias. Peço a Deus que os conforte para que consigam superar ou pelos menos amenizar esta dor que sei ser infinita. Que Deus tenha misericórdia destas familias, não tenho mais o que dizer é tudo muito triste.
Independente da sua opinião, da sua religião, se você acha que já basta e já esqueceu esse caso...Ore pelas pessoas, pelos sofridos, pelos doentes e aflitos, pelos inconsolados, pelos que choram, pelo mundo perdido...Mas não se esqueça dos maus. Ore por eles também, peça que Deus tenha piedade deles.
Não julgue, não odeie. Tais humanos frios, vazios, fúteis, que causam dor, magoam, machucam, cometem crimes e barbáries... sofrem. São FALHOS assim como você.
Por isso, não reclame. Não perca as esperanças. Não maltrate o mundo ou as pessoas. Não crucifique. Não amaldiçoe. Não xingue. Não desista. O mundo ainda tem solução, só depende de nós...

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Olha seu blog está de parabéns ! Amei ! Continue assim como eu tenho bom gosto , estou seguindo você ! Beeijos.

    ResponderExcluir
  3. Puxa, obrigada! Que bom!
    Claro... Obrigada mesmo! =) Beijos ;*

    ResponderExcluir

1- Comente sobre o post
2- Não ofenda;
3- Seu comentário será retribuído quando possível.
4- Leia a FAQ e tire suas dúvidas.
5- O Li não recebe mais tags e selinhos.
6- Dê a sua opinião. Ela é muito importante!

Obrigada por comentar. Seja muito bem-vindo e volte sempre ao Loucos Informados!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...